O BEM-AMADO BRIGADEIRO

Desde que minha primeira filha nasceu, passei a me interessar por docinhos de festa infantil, como beijinho, doce de leite ninho, cajuzinho, casadinho e o famoso brigadeiro.

Na comemoração do primeiro ano da Soraya – que nasceu em abril e o tema foi Páscoa – fiz minha primeira produção oficial de receitas que tenho repetido ao longo de 27 anos, para ela, para meus outros dois filhos –  Sumaya e Samyr – , para familiares, para eventos de trabalho e de grupos de amigos e, agora, para as netas da família, Mariana e Giovana.

Aniversário de dois anos da Mariana. Tema: princesas

Ela é nossa princesa!

Esses doces são sempre muito apreciados, mas, o bem-amado é o brigadeiro.  Há pouco tempo, o doce ganhou versões gourmets e fama internacional, graças a pessoas como Juliana Motter, que elevou seu status utilizando ingredientes requintados como chocolate 70%, pistache, avelã; exóticos como gengibre, cardamomo, wasabi e coberturas nobres como amêndoa em lascas, café torrado e farofa de cookies.

Ela também escreveu O livro do brigadeiro, da Panda Books.  Recomendo a deliciosa leitura.  No final, ela afirma que: “para ser chamado de brigadeiro, um doce tem que ter pelo menos três ingredientes: leite condensado, chocolate e manteiga. A partir deles, você pode reinventar a receita como quiser”, e desafia seus leitores a criarem sua receita especial.

Eu mergulhei no desafio e estou testando algumas possibilidades… Quando tiver uma aprovada, compartilharei com vocês.

Por enquanto, segue uma receita tradicional, feita com chocolate Dark, 70% Lindt Excellence. Posso garantir que a marca suíça faz toda a diferença!

– 2 latas de leite condensado

– 8 colheres de sopa de raspas chocolate 70% (conforme especificação)

– 2 colheres de sopa de manteiga sem sal (para brigadeiro de colher, use 4 colheres de sopa)

Misture os ingredientes e leve ao fogo baixo, mexendo sempre, até que a massa desgrude do fundo da panela. Depois de pronto, transfira o doce para uma vasilha untada com manteiga.

As fotos a seguir ilustram a receita de brigadeiro de colher, colocada em potinhos individuais. Um mimo de Páscoa feito com muito carinho para minha turma do Patch da Vila.

Depois de pronta, coloque o doce num saco de confeitar e corte a ponta. Eu uso um copo grande para dar suporte.

Os potinhos devem ser esterelizados com água fervendo. Seque-os bem com papel toalha. Você pode também usar um secador para garantir a secagem ou colocá-los no forno em temperatura baixa.

Preencha dois terços do potinho com o doce.

Tampe-os e decore como desejar. Eu usei quadrados de tecido presos na tampa com liguinhas de silicone. A próxima etapa é  o laço de fita, que deve prender uma colherinha. Afinal, é brigadeiro de colher!

Fofo, não é?

Carinho é sempre bem-vindo e pode ser expressado de várias formas.

Feliz e doce Páscoa, meninas!

Anúncios
Categorias: Uncategorized | 3 Comentários

Navegação de Posts

3 opiniões sobre “O BEM-AMADO BRIGADEIRO

  1. Uma graça e certamente elas amaram!
    Parabéns!
    ;***

  2. Uau! Linda decoração e, certamente, deliciosos recheios nos potinhos pascoais. Deu até vontade. Parabéns pelo post. Beijos.

  3. Carmen

    Hum! Vou correr prá cozinha.
    Parabéns pelo blog.
    bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: